Verdades Secretas do Inbound Marketing: Nem tudo é o que parece

Verdades Secretas do Inbound Marketing

A explosão da moda do Inbound Marketing foi a salvação de muitas empresas (porque realmente traz resultados SE for bem feito) e de muitos profissionais que tiveram a oportunidade de se reinventar, afinal é um campo vasto para pessoas criativas e competentes. Em contrapartida, eu fico indignada com a quantidade de empresas oportunistas que usam o termo demasiadamente para vender gato por lebre, leia-se, campanhas pontuais fantasiadas de Inbound Marketing. Além disso, há várias verdades que ninguém conta, mas que você acaba descobrindo no caminho, como essas que resolvi desabafar abaixo:

Nem tudo que vendem como Inbound é Inbound

A falta de conhecimento tanto dos empresários quanto das muitas pseudo-agências que se aventuram no mercado de comunicação cria um mundo assustador. É agência achando que faz Inbound e cliente achando que comprou isso.

Tem pouca gente parando pra fazer uma pesquisa e um planejamento bem feito, aprofundar nos personas e ver o que eles realmente querem ou como dialogam com a empresa. Vejo no mercado pacotes prontos de posts de blog + E-book e chamam isso de Inbound Marketing. Até mesmo as campanhas de e-mail marketing não tem os critérios básicos de horários, entrega e personalização respeitados (premissas que não viram do Inbound Marketing).

Pra você não ficar refém e saber o que está contratando estude um pouco sobre o que é o Inbound Marketing e como funciona cada etapa, pois contratar por partes não irá funcionar.

Só contratar RD Station não adianta

Um outro erro muito comum, que tenho visto é de empresários que contratam um software de automação como o Rd Station, mas não fazem a menor ideia do que fazer com ele. É como comprar uma Ferrari e não ter quem sabe dirigir ou não tirar ela da garagem. Apenas contratar o Rd Station não vai funcionar, porque a ferramenta exige, que além de ter alguém para pilotar tenha alguém para pensar uma rota, ou seja, uma estratégia. E normalmente, pensar é a parte mais difícil e a mais cara também.

 

Inbound Marketing não é Receita de Bolo

Então, você pede um orçamento para aplicar Inbound Marketing na sua empresa e rapidamente a agência te envia um e-mail com uma proposta comercial montada que abrange algo como “4 posts de blog + 1 E-book + 1 landingpage” por mês com um valor mensal. Desconfie …

Uma das grandes vantagens do Inbound Marketing é que se trata de uma metodologia personalizada para cada negócio, para cada necessidade e perfil de cliente. Que tipo de empresa te apresenta uma solução sem nem analisar antes do que se trata seu negócio e se essa seria mesmo a melhor estratégia para o seu mercado? ?

Não existe um valor fixo ou uma proposta de gaveta, pronta para ser disseminada. É preciso pesquisar, fazer um bom briefing e descobrir o que seus clientes querem e vão gostar de consumir, para então propor uma estratégia certeira.

Inbound não serve pra todo mundo

Inbound não se aplica a todos os tipos de negócios. É preciso avaliar se a sua empresa está pronta para fazer um investimento fixo em marketing, se o ticket médio não é muito baixo e se você está no momento certo para isso. Eu vejo muitas empresas que ainda não estão com seus processos internos bem estruturados para poder atender a demanda que o Inbound pode gerar. Outro caso é a empresa não ter ainda condições de manter um investimento fixo que não a comprometa enquanto o projeto não alavanca as vendas.

E-books já estão manjados

Quem garante que os seus clientes irão ler E-books? Tem segmentos que são tão específicos que os clientes podem ser pessoas simples que não gostam muito de ler, e aí? Só uma boa pesquisa poderá dar insights de materiais mais criativos em formatos assertivos e realmente inéditos. Os e-books são conteúdos ricos muito usados e já manjados na web. Tanto que, já está todo mundo cansado de preencher um formulário achando que vai baixar um material bacana, e quando vê se trata do mesmo conteúdo do concorrente mas com uma capa diferente. Não estou dizendo que um e-book bem feito com um conteúdo relevante e voltado pro público certo não funcione, mas ele precisa ser muito bem pensado antes de ser proposto, para não cair em mais do mesmo.

 

Inbound não funciona tão rápido

Inbound marketing é um conjunto de ações de marketing digital que acontecem em sintonia. É preciso muita pesquisa e planejamento antes de começar e isso pode demorar até uns 3 meses. Se você precisa de resultados ainda neste mês em vendas, não adianta investir em Inbound e pressionar seu fornecedor. Mas você pode fazer uma estratégia paralela, como mídia paga, campanha de e-mail marketing ou campanha de vendas direta, enquanto todo o projeto não começa a rodar.

Você também precisará colaborar: Inbound é parceria

Um projeto de Inbound marketing é construído em parceria. O que quero dizer é que não adianta você contratar uma agência ou especialista, delegar tudo a eles e esperar o resultado. O conhecimento que você tem sobre seu negócio e sobre seus clientes é a fonte primária de construção de conteúdos e estratégias, ou seja, mesmo que você não escreva precisará compartilhar tudo que sabe e usar os recursos internos. Eu vejo equipes de marketing que se sentem ameaçadas por um trabalho desses, ao invés de somar forças e ir além ou empresários que seguram as informações com medo de serem prejudicados.

É preciso acabar com as desconfianças, vaidades e brigas de egos. É um projeto construído em equipe para que todos ganhem, um exercício de parceria e confiança entre as partes.

Deixar o time de vendas de fora é erro fatal

Deixar o projeto somente no departamento de marketing é um erro fatal. Um dos paradigmas que o Inbound quebra é de que marketing e vendas são departamentos separados. Você precisará e muito da equipe de vendas, em uma participação contínua, simplesmente porque eles sabem melhor do que ninguém quais são as dores dos clientes, desejos e motivos pelos quais os clientes compram ou deixam de comprar.

A função do Inbound Marketing é gerar demanda para o time de vendas, ou seja, potenciais clientes prontos para comprar. O Marketing faz o passe e vendas marca o gol, por isso ambos precisam estar entrosados.

Esse alinhamento é conceituado como Vendarketing (Vendas + Marketing). Para isso acontecer, vale a pena até fazer um acordo escrito entre as partes, definindo metas e funções de cada um no processo, o que chamamos de SLA – Sales Level Agreement.

Precisará aprender a cobrar resultados se não quiser ficar refém

Quando eu fiz a graduação em Relações Públicas, há mais de 10 anos, fui obrigada a aprender fotografar, escrever, diagramar, fazer layout, organizar evento e executar todas as estratégias de comunicação, pedagogia que é aplicada até hoje no curso da UEL. Eu não trabalho diretamente com tudo isso hoje, mas eu aprendi a fazer tudo para saber cobrar.

O que quero dizer é que, se você quer contratar profissionais para fazer Inbound Marketing para você, aprenda que métricas deve cobrar e do que se trata a metodologia. Tem agências que não compartilham o acesso das ferramentas com o empresário justamente para não serem cobradas, contudo eu penso que, se o fornecedor faz um bom trabalho e orienta seu cliente, não deve ter nada a temer ou a esconder. Por outro lado, ter o acesso ao Rd Station e não entender a ferramenta também não irá adiantar muito…

O melhor indicador são as vendas

Mesmo que você esteja totalmente perdido se isso vai dar certo ou não para sua empresa, se tem algo que um empresário deve saber muito bem é ler número$. A dica de ouro aqui é o famoso ROI (Return On Investiment), se as ações estão te ajudando a vender mais e a alcançar os objetivos que você precisa é porque está indo no caminho certo! Só não venha me dizer que o Inbound Marketing não dá certo, quando quem contratou o fornecedor errado foi você ok?

Ps1: Se precisar de uma ajuda mais próxima com o Inbound Marketing na sua empresa, entre em contato comigo que te ajudo ?

Ps2: Gostou desse artigo? Te ajudei? Então por favor, comenta abaixo pra eu não pensar que estou falando sozinha? Assim você me motiva a continuar escrevendo por aqui ? ? ⬇

Sobre a autora deste artigo ⬇

Gleicy Laranjeira é graduada em Relações Públicas e especialista em marketing, tem 9 anos de experiência e já atuou tanto em empresas como em agências. Agora oferece serviços de assessoria em Marketing Digital e Inbound Marketing, para empresas que estejam prontas para vender mais e investir em um marketing de resultados, não de vaidade.

0
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.